Entrando para a história com Gwen Stefani

Durante o Grammy, cantora cria o primeiro videoclipe televisionado do mundo

Em 15 de fevereiro de 2016 aconteceu a quinquagésima oitava edição do Grammy Awards, no ginásio esportivo Staples Center, em Los Angeles, California. Em uma noite de muitas apresentações inexpressivas e premiações um tanto questionáveis, não é muito difícil recordar dos melhores momentos da noite. Pensando nesta seleta lista de momentos memoráveis, não poderíamos deixar de comentar sobre o que a eterna musa do No Doubt e jurada do The Voice norte-americano, Gwen Stefani, nos apresentou.

Empenhada em seu novo disco “This Is What the Truth Feels Like”, programado para ser lançado neste mês, Stefani utilizou do Grammy a chance de transmitir a primeira apresentação do single Make Me Like Youe divulgar o seu videoclipe durante o intervalo da premiação. Sim, ela não é a primeira e nem vai ser a última artista a divulgar um videoclipe durante o intervalo de um evento televisivo, mas dessa vez, Gwen foi mais além. A artista fez história no Grammy ao criar o primeiro videoclipe televisionado ao vivo.

Tudo começa com  Gwen no melhor estilo Alice in Wonderland sobre os degraus de uma escada e em meio a um cenário caótico e conturbado. Seu despertar nesta cena é acompanhado por suas linguagens corporais que condizem com os refrões iniciais da música nos quais a intérprete mostra-se perdida e confusa. Ao dizer “I was broken but fine / I was lost and uncertain /But my heart was still mine (…)”,vemos uma possível alusão aos reais sentimentos da cantora após o recente termino de seu casamento com o líder da banda Bush, Gavin Rossdale, com o qual ficou por mais de vinte anos.

foto oficial do site da TARGET

Mais do que falar de seus sentimentos passados, “Make Me Like You” é uma das formas mais claras de Gwen expressar suas atuais emoções sobre seu novo amor: o cantor e também jurado do The Voice norte-americano, Blake Shelton. Diferentemente de muitas musicas românticas, quanto mais as letras se aproximam das palavras admiradas e apaixonadas da cantora, o ritmo e o videoclipe ganham  mais e mais energia.
Aquela Gwen inspirada na obra de Lewis Carroll é deixada no início do vídeo e começamos a notar sucessivas mudanças em suas roupas, em seu visual (adeus Alice, olá Merlyn Moroe vibes!), assim como novas dinâmicas inspiradas (nem que sejam um pouco) no especial Grease: Live, da FOX, novos cenários e toda uma atmosfera baseada em planos psicodélicos, que nos transportam a essa grande viagem mental e emocional por dentro das letras da música.

Gwen

Somente no fim dos quase quatro minutos do videoclipe é revelada a mágica do plano sequência que envolveu a artista, seus dançarinos e os cenários durante todo esse tempo. Mais do que um produto convencional da cultura POP, o inovador “Make Me Like You” traz um esforço bem sucedido em expressar uma onda de emoções e cumprir seu papel característico como um videoclipe na contemporaneidade: unir, de maneira sutil e bem elaborada, a publicidade subliminar da Target, uma grandiosa rede de lojas de varejo dos Estados Unidos, ao fim do vídeo e o entretenimento a todo o momento.

Ficha técnica

Direção: Sophie Muller

Coreografa: Fatima Robinson

Produção: Target

Por Caio Coelho

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s